segunda-feira, 27 de abril de 2009

FIM DE SEMANA COM MUITA BADALAÇÂO




BANDA SAN SET o NOVO SUCESSO DA CIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL
DESTAKE ESPECIAL PARA O MÙSICO MIGUEL BEKEMKAMPH,
QUE SEMPRE QUE PODE PRESTIGÍA AOS COLEGAS MÙSICOSÌNDO
AOS SEUS SOWS NO CAFÈ FLORIANO-SANTA CRUZ DO SUL
href="http://1.bp.blogspot.com/_ru-P7v8ZP3I/SfYADFQcMGI/AAAAAAAAAWE/lNXRoRkX5D8/s1600-h/miguel+bekemkampf.jpg">
Miguel Beakemkampf,
Um dos músicos mais respeitados de Santa Cruz do Sul, presente sempre que possivel aos eventos e festas dos colegas, apresentou-se no Floriano, dia 20

Fim de Semana com muita badalação


FESTA UP EM NOVO LOCAL
Festa Up, agora é na casa da Help! A casa noturna Help, tá em transição. Passando o comando do imóvel(administração), a Equipe da Up. Não sei ao certo se em parceria, ou se apenas não irá mais funcionar naquele local, que fica na Borges de Medeiros, próximo a UNIMED. O que sei é que as festas de quartas feiras não acontecerão mais, e sim as da Up aos sábado.



Exposição da Galeria de Artes AB, encerrou a exposição no dia 25 em Santa Cruz do Sul


Uma das belas exposições, a casa de cultura Regina Simonís mostrou. Vinda da cidade vizinha de Santa Maria. À quem não sabe a cidade de S.M., possuí ensino superior de Artes Plásticas. A população da cidade esteve de parabéns pela presença da noite de 07 de Abril, do *Marcheand Marcelo Benner, um dos proprietários da galeria “ab”, que já tem 30 anos de existência. Junto com ele vieram 02 dos artístas Plásticos que também ministram aulas na Universsidade Federal de S.M. E a cultura hoje em Santa Cruz e região, graças a Deus vem crescendo. O sentimento do belo representado na arte. A noite como sempre impecavél, tanto nas peças expostas como no coquetel de abertura, algumas obras foram comercializadas. Parabéns a equipe da casa de Artes, e a Sra. Carmem Costa, que foi a resáponsável por esse conato da vinda destas pessoas e suas obras.

Fim de Semana com muita badalação





24 anos de ìris Ativa
Dia 17 de Abril, 24 anos de ìris Ativa, no Café Floriano. Com o Show “ORIGEM”. Muitas pessoas estiveram lá, entre famíliares e clientes do local. Formação
Renato Voz e Guitarra,
Rodrigo bateria, Killy Freítas
violão e Drulli’s
Baixo

página Vitrinne impressa de 25 de abril

A pós o fim de semana passado, que esteve borbulhando de festas. . Além dos Shows da Bandas. A Reabertura das Festas da Equipe Up, E deis acontecimentos socias. Tenho muita foto. Selecionei algumas. E também hoje essa semana encerrou a exposição na Casa de Artes Regina Simonis. Mas a programação continua, e a próxima exposição será de fotos com um artista, um fotográfo de Vera Cruz. Bem legal isso. Eu dei uma olhadinha nas fotos do prortifólio, não no tamanho que estarão sendo apresentadas no dia lá na Casa de Artes. Em fim, um pouco de tudo para todos os gostos! E arte, galerias ou Casa de Artes,e lugares que apresentam exposições, estam sempre com as portas abertas de segundas a sextas, horário comercial, escolas e grupos grandes, podem agendar visitas no local para apreciar as peças expostas, entrada franca. O trage; por favor da forma que vocês se sentirem melhor. Bom Final de Semana, Clara Schestatsky!

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Moda Um Consumo necessário





Olá amigos e leitores do Jornal Novo Tempo.Mudança de Estação, entrada do Outono/Inverno 2009. Um pouco de moda. Assunto que hoje estará sendo lido por vocês aqui. Moda, cultura e Arte, são fatores fundamentais no desenvolvimento de um povo, como hoje na atualidade a comunicação acesso a Internet e intereratividade é fato, o mundo globalizou a moda e suas tendências.
Não consultei a ninguém desta, vez resolvi fazer apanhando geral de tudo que há em matéria de moda e olhem acreditem uma página é pouco, para ser colocado aqui tudo que está em pauta. Mas, o que for interessante a todas as idades será mostrado e contado aqui, na VITRINNE.
Bom Final de Semana.
Clara Schestatsky
A história do homem sobre a terra é contada e medida através destes três itens, também classificados:MODA, CULTURA e ARTE. Através do desenvolvimento social, o homem tem uma longa caminhada. Os hábitos; conseqüência de uma série de fatores do primórdio desde a era Faraônica, Grega, Romana e demais civilizações que traziam grandes mudanças no desenvolver pessoal nas fases de grandes impérios e as novidades que os dirigentes ditavam como diferencial de seus mandatos sobre o povo. A boa aparência, ornamentos em jóias com variados tipos de pedras raras, ou tecidos finos em suas vestes, cultura através de estudos em vários assuntos, bem como apolítica. Tudo é modismo, somos indivíduos derivados de uma cultura ditadora de padrões. Na realidade no momento que homem começou a se trajar-se; com peles, escondendo o seu natural corpo nú, ele começou a ditar moda.
A conquista e descoberta de novos continentes também influenciaram na moda de anos atrás. Hoje estamos redescobrindo através de estilistas do mundo inteiro, grandes nomes internacionais do meio que lançam suas coleções antecipando o que será utilizado pelas pessoas nas próximas estações climáticas. Primavera/ Verão, Outono/ Inverno. Peças: Clássicas, extravagantes, coloridas, brilhosas, e as demais tendências. Atualmente a moda trás uma tendência de conforto e acima de tudo praticidade.
Nomes internacionais de grandes lojas afamadas no mundo inteiro são chamados mestres estilistas, estilos de moda Butique. Moda butique é aquela que você vê nas passarelas da fama, com modelos maravilhosos e peças únicas. Moda industrial que é feita em grande escala obtida também através de estilistas, moda popular.
Mas a moda, não é só roupa, ela se estende a perfumaria, assessórios e cabelos em fim chega a todo e qualquer item da linha de cosméticos. A moda é o universo gigantesco de tendências, tudo que precisa de maquiagem, produção, estilo e boa aparência, tudo entra para moda. E vai mais além, tecnologia, por fim é uma gama imensa que leva ao consumismo. Estar na moda não é apenas vestir-se bem, mas ter bens de lançamento. Antigamente não havia interatividade de informações: Intenet e celular etc..
O consumismo foi abordado diversas vezes como fator de extravagância no mundo, para muitos gerando grandes dividas pessoais. Interessante o que faz a moda, porém cada um deve ser responsável por suas aquisições pessoais e as suas dividas.Se a moda não movesse o mundo, o giro financeiro não haveria, nem a necessidade de lançamentos seja no seguimento que fosse para o ser humano satisfazer seus desejos suas necessidades pessoais. Não vamos, ou, não sejamos radicais, que não gostamos, quem somos, e tomamos coca-cola por eu digo já escutei de muitos que não tomam coca-cola por que é uma grande indústria internacional que move verba para outro país e manipula o povo. Pode até ser, mas então não usem All STAR, por que tem 100 anos. È uma mega indústria e estrangeira. A concepção de valores está numa ótica absurda. A juventude, que prima pelo modernismo e não vê que dita a moda, mesmo querendo ser contra: Salve a Mata Atlântica, Salve o mundo de tudo, que salvem, não é sendo contra a Coca-Cola, e usando All STAR, é de rir. Isso não é política é moda não adianta fugir da realidade todo mundo consome tudo. Imaginem que se formos fazer uma lista de supérfluos em casa o que temos de supérfluos? O que compramos todos os dias? Não adianta, não reclamem da moça que comprou uma bota nova, ou vestido lindo, uma bolsa de grife, um perfume importado. Se os homens mascam chicletes, comem Haal’s, não dispensam a cerveja e energéticos e muito menos o PC e o celular de ponta. Moda minha gente atualmente deveria ser: Respeitar a opinião alheia no consumismo que está ai. Se não houver consumismo seja no item que for, há contradição ao consumo, também não venham usufruir daquilo que os outros possuem por que também não deixa de ser um consumismo. Ninguém escapa de trabalhar e ganhar seu dinheiro e gastá-lo e viver a sua vida da forma que achar melhor. Quanto a tudo que no mundo é moda, fazemos nosso estilo e nos tornamos muitas vezes até ditadores de moda sem querer, seja nas idéias, nas vestimentas, na literatura, política, arte, novela, no filme, na marca do refrigerante, do tênis, no esporte, na bicicleta, música, somos nascidos num meio onde podemos adquirir o que quisermos através de trabalho e esforço próprio. A moda mais bonita atualmente que eu acho é pregar o bem, mas também agir no interesse social e desenvolvimento humano com a preocupação do meio ambiente, do combate a doenças, a igualdade entre as pessoas e o mais importante: Está na moda pregar a paz! Agora querem matéria de moda, na Internet tem. Tudo que vocês precisam e para sair aqui na VITRINNE, como eu não sou empresária de moda, vale a pena ressaltar que aqueles que anunciarão no jornal terão sempre espaço para entrevistas seja no item, é moda a partir desta edição pagar os serviços aqui neste espaço.
C.S.

quinta-feira, 9 de abril de 2009

CULTURA : MÚSICA UM BEM NECESSÁRIO


Ìgor Oliveira Azambuja, 26 anos: músico, professor de música, autor e compositor de várias sinfônias ainda não divulgadas a mídia. Ex aluno de Licenciatura Plena em Música, na Faculdade Federal de Santa Maria. Tem uma história de desenvolvimento artístico bem interessante. Seu filho Renato, que hoje reside no USA, com a mãe e o padastro já tem incentivo de seguir o desenvolvivento da música, que herdeou do seu pai. “ As gerações futuras, terão mais trabalho para mudar, inovar e buscar modificar a música, que segundo o professor já está no seu apse, só uma mudança radical para novo, trará cada vez mais incentivo de criação e cultura.
Aos 10 anos de idade, buscando a irmã menor na academia de belas artes, onde essa fazia aulas de balé, Igor visualizou um cartaz que focava o ensino de aulas de contra baixo. E logo algo lhe direcionou sua entrada ao mundo dá música. Igor não obteve sucesso de imediato diante da situação do querer aprender tal instrumento, mas começou aulas de violão e esses fatos ocorreram na cidade de Uruguaiana. Começou a aprender a tocar, e como pai tinha profissão onde estavam em constantes mudanças, ele morou em diversas cidades em pequenos e longos períodos. Até que seu pai se aposentou e retornou a Santa Cruz do Sul. Nestas passagens aconteceu que até os 13 anos ele aprendeu violão, quando estava residindo em alguma outra cidade por um pequeno período chegava a estudar sozinho o instrumento. Aos treze anos teve aulas de baixo com o músico Luciano Tedesco que já tocou com o Gaúcho da fronteiras e residentes atualmente nos USA, onde tem uma banda Hard Licour Band. Em 1996 a família retornou a santa Cruz do Sul, onde Ìgor pode dar continuidade aos estudos de violão com os músicos Renato Sperb e Killy Freitas. Aos 14 anos no colégio São Luís, acompanhando uma colega em recital de poesia com fundo musical ele pode mostrar um pouco do rendimento daquelas aulas que o fizeram descobrir o amor pela arte da música. A música apenas tocada foi: Como Uma Onda No Mar. Igor, neste dia tocou para acompanhar Joci Pristch, que na ocasião cantou que País é Esse. De festivais e apresentações no colégio, levaram Igor a conhecer outros meninos que estavam começando a tocar e formar bandas, se apresentou com o baixo num festival de Bandas no Antigo Strike na AV; Coronel Jost a convite de um colega de colégio, festival o qual a banda que participava ganhou 2° lugar. Isso fez com que o pai lhe presenteasse com um contra-baixo. Ele sempre tocou com bandas a convite não integrava uma só apenas.
Igor concluiu na Escola Ernesto Alves de Oliveira, e com certeza lá havia mais oportunidades de começar a mostrar seu talento, uma vez que a escola sempre integra arte a cultura com os alunos em interação, para ele foram três anos de convites a participar em várias destas oportunidades colegiais. Ao termino do Ensino Médio, Igor ingressou na Faculdade de Música em Santa Maria, ampliando seu conhecimento musical, e algumas aulas opcionais de composição. Morou algum tempo lá sozinho, ou em companhia de amigos, e aprendeu aquilo que tinha que aprender para hoje fazer aquilo que gosta, segundo ele a faculdade foi uma descoberta a tocar instrumentos como Xilofone e Marimba no primeiro semestre e outros tantos instrumentos no decorrer do seu aprendizado. Em Santa Maria se apresentou em um bar voz e violão, gostaram muito. Mas ainda seguiu os estudos e apresentou-se novamente nas férias onde também fez sucesso. No meio do percurso das aulas, resolveu que já era hora de voltar o que pretendia com a música ele, estava já com o conhecimento suficiente para fazê-lo. Retornado a Santa Cruz do Sul, cerca de um ano , apresentou-se: no Café Luan com voz e violão, no Café Floriano também, músicas mais suaves, com os antigos colegas de colégio o reencontro e os convites a tocar contrabaixo nos bares da noite acompanhando as bandas, e gaita de boca também. Também se apresentou em eventos, como casamentos, aniversários e empresas.
Já na parte de aulas Ìgor já deu aulas no Atelier das Artes em Vera Cruz, aulas particulares de violão e contrabaixo. A base do estudo, uma boa apresentação de palco e uma boa percepção de como ensinar música. Igor vive a música, faz parte de seu dia a dia! Ensinar. E um trabalho muito difícil como a própria disciplina de manter-se estudando e praticando. E com certeza o maior aprendizado para o músico é saber sentir a música!

Editorial da minha página1 10 de Abril de 2009


Em uma época como a de hoje, devemos pensar em tantas coisa e nos fazer mais comunicativos aos nossos familiares quando a questão for: DAR UMA VOLTA! Me assustou o fato ocorrido há mais de uma semana aqui na cidade o sumiço da assistente social Margarete Inês Lawisch, 28 anos. Ela saíu de sua casa e segundo informações que recebi atraves de um e-mail de uma amiga do ORKUT, sobre isso. Não há índico de seqüestro, as vezes acho que mesmo fazendo página social e matérias diferenciadas, posso também citar; situações da área de utilidade pública, não enfoque de matéria polícial não é a minha área. Mas fiquei pensando em coisas como esta pode acontecer a qualquer um.
Não há hiposese a serem firmadas sobre esta questão.
Mas hoje no mundo moderno eu Clara penso que assim como esse sumiço estranho, podem ocorrer outros. E me recordei de um pensamento que sempre me acompanha sobre a internet, que não sei se foi pesquisado para este caso em especial. Mas faço a vocês um apelo de que cada vez mais, vejo o prerigo em relacionamentos frios e através de uma telinha de PC.
Eu sempre; falo que tenho um certo pensamento sobre “amigos secretos”, essas coisas internautas, tudo que saí da real do dia à dia normal de uma pessoa. Também não sei se é questão acima, mas como a informação, mídia e abertura de relacionamentos sem conhecimento pessoal pode também levar a um sumiço. Por que abriram-se as portas das fronteira de uma cidade, de estado e entre países. Essa moça acima sumiu não se sabe pra onde, como e por que? Mas, como todo mundo pode haver um certo fundamento o meu pensamento...
Então antes de fazerem bobagens: mocinha e garotos novos, aventureiros e destemidos, não esqueçam que o mundo real é cão. A gente graças a Deus(digo em nome de muitos), não é tolo o suficiênte para embarcar numa viagem sem volta, ou uma aventura perigosa e até mesmo uma aventura inocente... Todo cuidado é pouco. Talvez não tenha nada haver com o fato ocorrido esses encontros causiais da internet chats essas coisas que a solidão do mundo moderno vem cada vez mais fazendo vitimas no mundo todo. Mas por outro lado, todo sumido não consegue de alguma maneira se comunicar, por que se tá mídia e não houve resposta, é por que o caso é seríssimo. Infelizmente eu como mãe e pessoa exclarecida não posso deixar de pensar em todas as possibilidades que possam ter ocorrido... Como entro 1 vez por semana em contato com os leitores de Vera e Cruz e Santa Cruz e mais outras cidades da região dos Vales onde há circulação e assinantes deste, faço um apelo: Nos dias de hoje é bom ficar atento a tudo que nos rodeia. E não entrar em carros e até falar com estranhos. Lobos existem... E se forem sair com alguém desconhecido não vão a sós.
Esse fato só me fez perceber o quanto o mundo pode ser imaturo as Armadilhas da Vida. Espero que a Margarete se encontre feliz, por que é Páscoa, que não seja nada de mais. Vocês avisem suas familias onde estarão sempre, e na companhia de quem!
Bom final de semana!
Clara Schestatsky
Esta é a foto da moça!
Desaparecida, na
quarta -feira dia 1° de abril
Famíliares e amigos estão
Mobilizando as pessoas
Conhecidas, que como eu
Recebo notícias e apelos
De pistas para o paradeiro
Margarete Inês Lawisch,
28 anos, saíu de casa e a
Última informação é de que
entrou nas proximidades
Da sua casa em um carro
De uma pessoa estranha.
E os familiares não
Lembram qual a roupa usada por Margarete naquela noite.
Qualquer informação entrem em contato a imprensa do seu municípiuo. A família está aguardando notícias..

domingo, 5 de abril de 2009

ARTES & CULTURA

Exposição Ser Feminino, que aconteceu no Mês de 03 a 31de março. A noite do dia 03/03 os visitantes foram convidados a participar de um coquetel. Que levou o nome e o serviços equipe da Sandra Tolotti.
Os convidados assistiram um desfile de Chapéus. Que contou a participação das atrizes da cidade. E muitos nomes presentes nesta noite. Como haverá mais uma exposição no
Abril mês de abril, terei sempre um espaço reservado a arte. Uma vez ao mês. Agradecimento especial ao Arquite e Presidente da Casa de Artes Regina Simonis, que sempre convida esta sua colunista a participar da abertura de seus eventos. Abaixo e ao lado algumas das obras. Mais de 1700 pessoas, foram prestigiar a exposição que estava a disposição de visitação ao público em geral, no torno da manhã e da tarde.

Editorial de Página dedicado a Artes Plásticas

Uma grande Movimentação este ano de 2009. A arte em destaque em Santa Cruz do Sul. Vale sempre salientar, que as obras são de grande estíma a quem as produz, e com isso temos o prazer de dividir estes lançamentos com os artísta. Além do que aos interessados em adquir na Casa de Cultura Regina Simonis, as exposições e vendas acontecem também. A Arte hoje tem um valor muito mais expressivo do que apenas decorar uma casa. Ela vem de dentro do mais lindo pedaço de criação que o Ser Humano pode aprimorar-se. Eu digo vocês leitores do Novo Tempo, que arte é a base da cultura mundial, por que a línguagem é universal, sem fronteiras. Então fica aqui um convite aos amantes da cultura contemporania, visitar esta exposição em Santa Cruz do Sul, e o local é Casa de Artes Regina Simonis. Que fica à rua 28 de setembro esquina Marechal Deodoro no centro da cidade. Horário comercial. Um fator importante é a assinatura do livro de presenças que estará sempre disponivél no local. Um grande abaraço e fica abaixo as informações da nova exposição.
A AB Galeria de Arte, de Santa Maria, RS, e a Casa das Artes Regina Simonis, de Santa Cruz do Sul, realizam, em abril de 2009, uma exposição do acervo da galeria.
Desde 1979, Antonieta Brenner, fundadora da galeria, dotada de um senso estético nato e apoiada pelos artistas plásticos de Santa Maria, em grande parte vinculados ao Centro de Artes e Letras da UFSM, realiza exposições e mantém um acervo calcado pela qualidade das obras e relevância dos artistas. A AB Galeria de Arte se preserva fiel aos seus propósitos de difundir as artes plásticas, abrigando obras de artistas de várias gerações, dos mestres e das recentes revelações, unidos pelo fio condutor da genuína expressão artística. Assim, no ano em que comemora 30 anos, AB Galeria de Arte leva a Santa Cruz do Sul esta mostra, composta de diversos artistas que formam seu acervo. Esta exposição coletiva foi concebida em quatro áreas contíguas: - Uma área com um misto de vários artistas de projeção regional e nacional, que compõe o acervo da AB Galeria de Arte como: Albano Vizotto Alice Soares Enio Lippmann Érico Santos Érick Miriam Postal Ruviaro Sidney Mariano Soriano Téoura Bennetti Vagner Dotto Três áreas destacando os artistas: Alphonsus Benetti, Lüdtke e Sandra Knackfuss. Artistas estes, de carreira consolidada no cenário das artes-plásticas de Santa Maria e parceiros de longa data da AB Galeria de Arte. Texto cedido para divulgação divulgação.(direção Casa das Artes Regina Simonis). Bom final de semana, um abraço!
Clara Schestatsky